ANOSMIA NO COVID-19

Autores

  • Anna Carolina Canellas Morgado Pereira Faculdade de Medicina de Campos
  • Ana Carolina Beliene Maia Faculdade de Medicina de Campos
  • Patrícia Damião Gomes Faculdade de Medicina de Campos
  • Gabriella Barcellos Marins Faculdade de Medicina de Campos
  • Roney Costa Louvain Filho Faculdade de Medicina de Campos

DOI:

https://doi.org/10.29184/1980-7813.rcfmc.413.vol.15.n2.2020

Palavras-chave:

Coronavírus, SARS-CoV-2, Anosmia

Resumo

Resumo

O Brasil teve o primeiro caso registrado de Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) no dia 26 de fevereiro de 2020. Desde o início da pandemia houve muito desconhecimento da doença e suas sequelas. Atualmente sabe se que o coronavírus pode causar a sintomatologia de um resfriado comum incluindo febre, tosse, dor de garganta, congestão nasal, mal estar geral, fadiga, cefaleia, mialgia e anosmia. Este estudo tem como objetivo destacar o aumento da preocupação entre os médicos, devido ao crescente número de casos relatados de anosmia em pacientes com COVID-19, pois sugere dano viral direto aos receptores olfatórios e degeneração neuronal retrógrada das vias de condução centrais. Nesse contexto, para avaliação de um paciente com perda olfativa é necessário ter uma anamnese em que conste o tempo de perda, fatores concomitantes como a Síndrome Respiratória Aguda Grave do Coronavírus 2 (SARS-CoV-2), se há ausência completa ou parcial (que caracteriza uma hiposmia) e outros sintomas nasais associados. Além disso, como método diagnóstico é fundamental a avaliação do olfato a partir da apresentação de substâncias odoríferas ao paciente e pedir para nomeá-las. A queixa de diminuição ou perda total do olfato durante o cenário pandêmico atual evidencia um sintoma de alerta que necessita de investigação médica para confirmar a suspeita de infecção pelo SARS-CoV-2 com diagnóstico precoce e controle de disseminação da doença.

 

Biografia do Autor

Anna Carolina Canellas Morgado Pereira, Faculdade de Medicina de Campos

Acadêmica da Faculdade de Medicina de Campos – FMC, Campos dos Goytacazes – RJ.

Ana Carolina Beliene Maia, Faculdade de Medicina de Campos

Acadêmica da Faculdade de Medicina de Campos – FMC, Campos dos Goytacazes – RJ.

Patrícia Damião Gomes, Faculdade de Medicina de Campos

Acadêmica da Faculdade de Medicina de Campos – FMC, Campos dos Goytacazes – RJ.

Gabriella Barcellos Marins, Faculdade de Medicina de Campos

Acadêmica da Faculdade de Medicina de Campos – FMC, Campos dos Goytacazes – RJ.

Roney Costa Louvain Filho, Faculdade de Medicina de Campos

Médico Especialista em Otorrinolaringologia e professor de Otorrinolaringologia, Faculdade de Medicina de Campos - FMC, Campos dos Goytacazes – RJ.

Downloads

Publicado

2020-10-14

Edição

Seção

Artigos de Revisão