A SALIVA COMO ALTERNATIVA PARA DIAGNÓSTICO DE COVID-19: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Autores

  • Samuel Gomes da Silva Teles Centro Universitário Fluminense - UNIFLU
  • Maria Cecília Simões Riscado de Castro Centro Universitário Fluminense - UNIFLU
  • Sabrina Nogueira Dutra Centro Universitário Fluminense - UNIFLU
  • Lídia Márcia Silva Santos Centro Universitário Fluminense - UNIFLU

DOI:

https://doi.org/10.29184/1980-7813.rcfmc.366.vol.15.n2.2020

Palavras-chave:

COVID-19; SARS-CoV-2; Saliva; Diagnóstico

Resumo

Introdução: O padrão ouro atual para detectar o RNA de SARS-CoV-2 é por reação em cadeia da polimerase em tempo real de transcrição reversa (RT-rtPCR) em swabs nasofaríngeos (NPS). Por esse motivo, a demanda pelos NPS aumentou e sua escassez se tornou uma realidade em muitos países. Com isso o uso da saliva se mostra uma alternativa promissora na triagem epidemiológica além de ser de fácil coleta e não invasiva. Objetivo: realizar uma revisão sistemática da literatura para avaliar o uso da saliva como um espécime alternativo para a detecção de SARS-CoV-2. Metodologia: A pesquisa sistemática foi realizada em sete bancos de dados (PubMed, Cochrane Library, Lilacs, Scielo, Web of Science, Scopus e Google Scholar) usando a variação dos termos de pesquisa (COVID-19 OR SARS-CoV-2 OR 2019-nCoV) AND "Saliva" no ano de 2020, recuperando 5480 publicações. Resultados: Após a leitura dos títulos e resumos, 411 textos foram conduzidos para leitura integral e 30 publicações foram consideradas para avaliação qualitativa do artigo. Conclusão: A saliva se apresenta um método alternativo eficaz para a detecção de SARS-CoV-2 e diagnóstico de COVID-19.

Downloads

Publicado

2020-10-14

Edição

Seção

Artigos de Revisão