A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA A FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL TÉCNICO EM ENFERMAGEM

ANÁLISE DE SATISFAÇÃO DOS ALUNOS DE UMA INSTITUIÇÃO FEDERAL DE ENSINO

Autores

  • Romulo da Silva Viana, M.Sc. UCAM
  • Ronaldo Caetano Barboza, M.Sc. UCAM
  • Eduardo Shimoda UCAM

DOI:

https://doi.org/10.29184/1980-7813.rcfmc.300.vol.15.n1.2020

Palavras-chave:

Estágio Obrigatório, Enfermagem, Método de Lawshe, Satisfação

Resumo

A formação do profissional Técnico em Enfermagem requer um entendimento filosófico que perpassa os cuidados básicos da pessoa e da coletividade. Para isso a formação discente precisa ir além das atividades teóricas descrita no Plano Pedagógico, é necessário o aprofundamento nas atividades práticas que possibilite a vivência do contexto no campo de trabalho da Enfermagem. O objetivo deste trabalho é identificar os pontos a serem melhorados no Estágio Supervisionado obrigatório do curso Técnico em Enfermagem do IFF Campus Campos Guarus. A partir dos resultados obtidos por meio da aplicação do método Lawshe, foi elaborado um questionário contendo 31 itens validados pelo cálculo do Content Validity Ratio (CVR) e aplicado aos 12 alunos concluintes do curso Técnico em Enfermagem do IFF campus campos Guarus com o propósito de avaliar a satisfação dos alunos quanto ao estágio supervisionado. De todos os itens avaliados através da aplicação dos questionários aos discentes, os itens: 13- Condições das unidades no campo de estágio para a prática; 14- Possibilidade de interferir na dinâmica do processo de enfermagem; 6- Possibilidade, de fato, de executar as atividades profissionais. Merecem destaque importante por terem sido considerados como pontos que devem ser melhorados no curso.

Downloads

Publicado

2020-04-30

Como Citar

Viana, R. da S., Barboza, R. C., & Shimoda, E. (2020). A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA A FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL TÉCNICO EM ENFERMAGEM: ANÁLISE DE SATISFAÇÃO DOS ALUNOS DE UMA INSTITUIÇÃO FEDERAL DE ENSINO. Revista Científica Da Faculdade De Medicina De Campos, 15(1), 11–17. https://doi.org/10.29184/1980-7813.rcfmc.300.vol.15.n1.2020

Edição

Seção

Artigos Originais